sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

EM NOTA, CGADB EXPLICA CASO DO PRIMEIRO TESOUREIRO PASTOR IVAN BASTOS. LEIA NA ÍNTEGRA.

APENAS REPASSANDO. VEJA A FONTE AO TÉRMINO DA POSTAGEM.

A despeito de informações postadas em vários portais e blogs na internet e na imprensa nacional, sobre o episódio envolvendo a tentativa do Pastor Ivan Bastos de tomar posse à força, no cargo de Primeiro Tesoureiro desta CGADB, no último dia 24 do mês de Fevereiro, na sede desta Convenção Geral, no Rio de Janeiro, esta Presidência, vem a público, repor a verdade e esclarecer os seguintes fatos...


fonte: http://www.pastorjosewellington.com/2014/02/cgadb-nota-de-esclarecimento-aos.html

3 comentários:

Anônimo disse...

Mas ele não explicou nada sobre as denuncias gravíssimas de Ivan Bastos.

Olha que eu li no site da CGADB:


NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE OS FATOS QUE ENVOLVERAM A TESOURARIA DA CGADB
NESTA SEMANA - CONFIRA EM ANEXO

AVISO IMPORTANTE

POR DETERMINAÇÃO DO SR. PRESIDENTE, FICA SUSPENSO O EXPEDIENTE ADMINISTRATIVO NA SEDE DA CGADB, LOCALIZADA NA AV. VICENTE DE CARVALHO, 1083 – VILA DA PENHA – RIO DE JANEIRO – RJ, DURANTE O PERÍODO DE 03 A 07 DE MARÇO DE 2014, OBJETIVANDO A LIMPEZA E TRATAMENTO IMPERMEABILIZANTE DAS CAIXAS D’ÁGUA E CISTERNA.


Meu comentário:

Assim, quem quiser encontrar transparência na CGADB é só se dirigir à caixa d’água.
http://cgadb.org.br/home5a/HTML/3/

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro pr. Guedes,

Paz amado!

É de estarrecer ou de estremecer qualquer cidadão de boa índole.

Uéééééééééé... posso saber se esses que se envolveram com a Polícia e com a justiça conhecem ao menos a Bíblia... desculpe... ou seja, o Deus da Bíblia?

Esta situação informa categoricamente que algo não vai mal... mas, muito mal.

Onde está o caráter... destes crentes que, não sentem vergonha, de não sentirem vergonha?

alguém precisa mostrar não poder, mas, caráter... falta caráter...

A briga está formada e a vergonha será maior. Quem viver verá!

Penso que é uma falta de respeito o cargo de presidente da instituição não possuir limites, mediante o poder que lhe é oferecido.

Por favor, um presidente de uma NAÇÃO como os EUA, permite o cargo somente por dois mandatos, ou seja, oito anos no cargo, e depois, por bem, deverá haver a substituição imediata por outro que concorrerá ao cargo.

Se assim não fosse, a política empregada seria para com poder ativar os mecanismos da autoridade para o posicionamento de amigos e interessados ou interesseiros à sua volta.

A instituição deve ser liderada, tempo a tempo, por homens que produzam resultados para a igreja e não para a família com a eleição de parentes aos diversos cargos e por tristeza à política.

Basta analisar que o atual mandatário completará 30 anos no seu final.

Pior do que a política secular é esta secularizada pelo poder humano da influência sistemática da distribuição de cargos ao ministério sem a necessidade real e com seriedade.

O interesse substituiu as consagrações conforme referencial bíblico.

Triste!

Pensar professores!

Triste!

O Senhor seja contigo,

O menor.

victor disse...

Graça e Paz!!! Concordo plenamente com o pr.Carpinteiro.Deploro essa situação vergonhosa e constrangedora !! Sem duvida, sinal (final) dos tempos.