segunda-feira, 8 de setembro de 2014

ATEUS LANÇAM DESAFIO PARA OS JOVENS BLASFEMAREM CONTRA O ESPIRITO SANTO NA WEB

Grande parte do sucesso do chamado “desafio do balde de gelo” é devido à cultura atual em que tudo passa pelas redes sociais. Uma pessoa desafia outra (ou mais de uma) e a coisa “viraliza” rapidamente. Com versões traduzidas, se espalhou por boa parte do mundo e teve um efeito benéfico para alertar sobre uma doença sem cura conhecida.
Pouco tempo depois, outros “desafios” surgiram, mas sem o mesmo sucesso. Talvez por que não envolviam diretamente uma causa. Um grupo ateu está tentando usar essa “onda” e reviver o “The Blasphemy Challenge” [Desafio da blasfêmia], lançado anos atrás e que não teve grade repercussão. O Rational Response Squad [Esquadrão da resposta racional], que iniciou a campanha, explica que é uma forma moderna de promover o ateísmo.
Basicamente, o participante deve gravar um vídeo onde blasfema contra Deus e/ou ofende o Espírito Santo. Os primeiros que fizeram isso receberam um DVD contendo um documentário antirreligioso. A rede Fox News noticiou a tentativa de retomar o movimento. O site da revista Charisma News investigou e mostra que é realmente uma maneira de se desafiar a promessa de Marcos 3:29, quando Jesus diz que a blasfêmia contra o Espírito Santo é um pecado sem perdão.
“Os ateus conseguiram chamar atenção principalmente de adolescentes, que mostram sua oposição ao cristianismo”, disse Perri Geada. “Quase não há ofensas contra outras religiões”.
Barry Leventhal, diretor do programa de estudos judaicos no Seminário Southern Evangelical, lembra que “Há uma diferença entre um pecado imperdoável, e o pecado imperdoável. Em última análise, ofender o Espírito é negar sua ação de convencimento. Portanto, a pessoa morre sem crer em Cristo. Isso terá consequências eternas”.
Porém, a maioria dos estudiosos concorda que as advertências de Jesus sobre “blasfemar contra o Espírito Santo” eram uma situação única, restrita ao tempo em que Cristo esteve na Terra. Leventhal, explica: “O próprio Jesus apresentou-se como Messias aos líderes judeus. Com provas irrefutáveis, ele tinha feito tudo que é necessário para comprovar quem ele era, mesmo assim atribuíram suas obras ao Diabo, causando a pior forma de blasfêmia”.
Mesmo assim, ele alerta que os jovens não se deixem levar por algo que pode parecer apenas uma brincadeira, pois existe uma séria conotação espiritual nas palavras que eles são estimulados a usar.

Fonte:http://www.cpadnews.com.br/universo-cristao/23968/%60desafio-da-blasfemia%C2%B4-estimula-jovens-a-ofender-o-espirito-santo.html

Um comentário:

Joao Cruzue disse...

A paz do Senhor, Pastor Guedes.

Vim para deixar meu abraço e cumprimentar sua esposa e "crianças". Também, quero aproveitar a oportunidade de apreciar seu trabalho, e do bom conteúdo cristão que publica. Não estou sozinho neste comentário, muita gente gosta deste Blog.

Jeremias 33:3


.