terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

TRANSEXUAL É ORDENADA PASTORA NA IGREJA BATISTA EM WASHINGTON

























A Calvary Baptist Church, em Washington ordenou recentemente a transexual Allyson Robinson para o ministérioevangélico. Allyson, anteriormente era conhecida como Daniel Robinson, participou do Seminário Teológico George W. Truett e já havia pastoreado uma igreja no Texas como um homem.

Segundo a Associated Baptist Press, Robinson começou a atuar no pastoreio da Calvary Baptist Church no dia 23 de junho. Em uma convocação temporária, ela deve ajudar nas pregações, aconselhamento, e outros deveres pastorais juntamente com os diáconos.

A ordenação de Robinson se deu no dia 15 de junho, e foi oficializada antes da partida do pastor Amy Butler para se tornar ministro sênior da histórica e progressista Igreja Riverside, em Nova York.
- Allyson Dylan Robinson é uma ministra do evangelho, treinada para a tarefa, e ordenada ao ministério evangélico por outra comunidade em que ela já havia servido. (…) Ao longo de sua jornada, Deus convidou-a a entrar no testemunho fiel de uma nova identidade, uma identidade verdadeira, e um novo nome – disse Butler.

- Embora nós sempre a conhecemos como Allyson, ela foi ordenado com um nome diferente – completou o pastor.
Robinson é ativista dos direitos LGBT e já trabalhou no passado para a Campanha de Direitos Humanos e comodiretor-executivo da OutServe, uma rede de gays nas forças armadas. Ela tem experiência anterior no ministério pastoral, incluindo cinco anos na Igreja Batista em Portugal e como pastor da Meadow Oaks Baptist Church, em Temple, Texas, enquanto estudava no Seminário Truett entre 2005 e 2007.

Graduado em 1994 na Academia Militar dos Estados Unidos em West Point, Robinson foi contratado como um oficial do exército. Então conhecido como Daniel Robinson, ele comandou as unidades de mísseis Patriot na Europa e no Oriente Médio, serviu como instrutor/avaliador sênior para a OTAN e foi um conselheiro para as forças armadas da Arábia Saudita, Kuwait e Qatar.

Ela renunciou seu trabalho militar em 1999 para seguir uma vocação para o ministério cristão. Matriculou-se em Truett com a intenção de continuar no ministério como um homem cristão, mas seus primeiros semestres acabaram se tornando uma busca interior em torno das questões de identidade de gênero que o tinha assombrado desde a infância.

Robinson chegou a pensar em suicídio, e então começou a fazer terapia. Então, ele revelou aos seus entes queridos sobre o seu desejo de viver como uma mulher, mas adiou a revelação pública dessa sua nova identidade até sua formatura no Truett em dezembro de 2007, por causa das políticas da universidade sobre a homossexualidade.

Eva Powell, presidente da comissão de pessoal da Calvary Baptist Church afirma que a decisão do conselho de liderança da igreja para selecionar Robinson como pastora foi unânime e um indicativo da longa tradição da congregação de se esforçar “para nos abrir para o movimento do Espírito de Deus em nossas vidas individuais e da vida de nossa comunidade”.

FONTE: http://www.libertar.in/2014/07/escandalo-transexual-e-ordenada-como_15.html

3 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro pastor Guedes,

Paz amado!

Apesar da triste notícia, devemos nos alegrar pela evidência clara que vivemos o Final dos Tempos.

Infelizmente muitos sofrerão pela confusão estabelecida e bem montada pelo diabo na disputa pelas vidas que se multiplicam à caminho da porta larga.

Sigamos enfileirados no caminho da Porta Estreita, vigiando a cada momento em que oramos na súplica por vivermos a verdade estabelecida por Cristo e nos seus ensinamentos que nos levarão á Vida Eterna. Sê fiel até a morte, deve ser o nosso lema, a nossa bandeira e o nosso motivo principal diante de Deus.

O Senhor seja contigo, nobre pastor

O menor

Alberto Couto Filho disse...

Amigão
Paz

...e o mundo, finalmente, aproxima-se do fim.
Triste, muito triste...

Anônimo disse...

Jesus...isso e um absurdo.